Qual é (realmente) a melhor cotação do peso argentino?

Guia 2020

Quem acompanha, mesmo por cima, as notícias da Argentina já sabe que a economia do país é muito particular. Moeda instável e alta inflação são assuntos sempre em pauta que terminam repercutindo nos planos de quem pretende passar uns dias em Buenos Aires ou em outras cidades “hermanas”.

Se você quiser extrair o melhor valor do seu dinheiro em 2020, a dica de ouro é: não troque reais por pesos argentinos em casas de câmbio tradicionais! Esqueça também de usar cartão de crédito, saques no cartão de débito ou travel cards.

Isso porque todas as alternativas acima usam o tipo de câmbio oficial do peso argentino, que é bem menos vantajoso que outras cotações disponíveis.

Depende! Atualmente a moeda argentina é negociada com mais de 10 tipos de câmbio diferentes. A brecha entre as diferentes cotações pode chegar a mais de 30%.

Os dois tipos de câmbio mais comuns são o dólar oficial e o dólar paralelo ou “blue”.

Como exemplo, no começo de 2020 com R$ 100 você podia adquirir aproximadamente:

  • 1.450 pesos na cotação oficial
  • 1.750 pesos na cotação paralela
  • 2.000 pesos aproveitando cotações alternativas

Entenda como funciona o mercado do dólar paralelo na Argentina.

Se você pretende viajar com dinheiro em espécie, a recomendação é levar reais e ir trocando por pesos argentinos em pequenas quantias. Levar dólares também é uma opção se você já tiver a moeda, mas não é necessário comprar só para levar.

Além disso, tanto reais como dólares são moedas muito aceitas no comércio, normalmente com um câmbio melhor que o oficial.

Confira abaixo 3 alternativas para quem procura a melhor cotação de peso argentino para real, incluindo o mercado paralelo, o envio de dinheiro pela Western Union ou o uso de bitcoins.

Cotação do peso argentino para real Mercado Paralelo Dolar Blue

melhor cotação do peso argentino

O dólar paralelo, também chamado de “blue”, negro, informal ou livre, é um tipo de câmbio que funciona paralelamente ao tipo de câmbio oficial. É um mercado que sempre existiu não só na Argentina, como também no Brasil e em vários outros países.

A diferença é que na Argentina as negociações paralelas acontecem de forma bastante corriqueira, especialmente em épocas de controles cambiais.

As barreiras atuais foram impostas no final de 2019, quando os argentinos ficaram praticamente impedidos de comprar dólares ao tipo de câmbio oficial. Na prática, o que prevalece hoje é o mercado informal, com cotações mais altas para quem compra e também para quem vende.

Apesar de ser tão usual, vale lembrar que a compra e venda de dólar paralelo não deixa de ser uma negociação ilícita. Isso porque os vendedores operam na clandestinidade, sem nenhuma autorização do Banco Central da Argentina.  

Oferece uma das melhores cotações de peso argentino para real.
  É um mercado ilegal, não regulamentado pelo Banco Central da Argentina.
  As operações são feitas na informalidade, normalmente nas denominadas “cuevas”, sem emissão de qualquer comprovante.
  É preciso ficar atento para não ser ludibriado com golpes ou notas falsas.

Verifique a cotação diária do “dólar blue” em sites como dolarhoy.com e repare como é bem maior que a do dólar oficial. Esse é o câmbio que pode ser obtido trocando dólar por pesos argentinos nas “cuevas”.

Para obter a cotação estimada do “real blue” na Argentina, basta fazer as contas ou conferir o valor neste site.

Vale lembrar que as cotações do mercado paralelo são apenas referências e que o valor definitivo será aquele oferecido no momento da troca.

Os outros tipos de câmbio indicados, como “dólar bolsa” e “contado con liqui” são para operações no mercado de valores exclusivamente. O denominado “dólar turista” é o valor que terminam pagando os argentinos por usar cartão de crédito no exterior.

Em primeiro lugar, leve dólares ou reais em espécie ao viajar para a Argentina.

Para trocar seu dinheiro com a cotação “blue”, você deverá encontrar doleiros (“arbolitos”) na rua ou conseguir o contato de algum cambista.

Em Buenos Aires, a famosa Calle Florida é onde fica a maior concentração de doleiros por metro quadrado. Você também pode perguntar no seu hotel se indicam algum lugar de confiança. 

Se você não se importar com a cotação mais baixa, as casas de câmbio tradicionais continuam funcionando normalmente. Em todo caso, evite comprar pesos estando no Brasil, já que essa é a alternativa menos favorável de todas. Chegando a Buenos Aires de avião, seria conveniente fazer o câmbio de reais ou dólares a pesos nas agências do Banco Nación que ficam dentro dos aeroportos (conferir cotações atuais de compra). Essas agências abrem todos os dias, com a diferença de que a de Ezeiza funciona 24 horas por dia e a do Aeroparque abre das 6h da manhã à meia-noite. Para trocar o dinheiro na cidade existem diversas casas de câmbio autorizadas nas proximidades da calle Florida, principalmente entre os números 400 e 600 da calle Sarmiento, o que permite comparar facilmente as diferentes cotações. Se estiver hospedado fora do centro, vale a pena consultar no hotel qual é a corretora mais próxima. Os bancos e casas de câmbio abrem de segunda a sexta das 10 às 15h.
Cotação do peso argentino para real Western Union App

melhor cotação do peso argentino

A Western Union é hoje a alternativa que dá acesso à melhor cotação do peso argentino, e ainda de forma totalmente legal. Por esse motivo, se tornou o método de transferência preferido dos brasileiros que moram na Argentina.

A boa notícia é que você não precisa ser residente nem ter conta bancária no país para usar a Western Union. Basta enviar reais e retirar os pesos em qualquer uma das muitas agências WU espalhadas por Buenos Aires e por toda a Argentina.

Oferece a melhor cotação de peso argentino para real.
É uma alternativa 100% legalizada.
Funciona como um envio de dinheiro internacional que é processada no mesmo dia.
O dinheiro pode ser retirado em qualquer agência Western Union da Argentina, sem necessidade de ter conta bancária em pesos.
  A Western Union cobra uma taxa fixa, porém de valor razoável (9,90 reais). Alguns bancos também podem cobrar uma taxa pela transferência bancária.
  Não é possível transferir para uma conta bancária em pesos.

Verifique em tempo real a cotação do peso no site oficial da Western Union. Basta escolher que quer enviar dinheiro para a Argentina. O tipo de câmbio costuma ser inclusive melhor que o “real blue” do mercado paralelo.

Leve em conta que a cotação exata e o valor a receber serão determinados na hora do pagamento.

Fazendo a transferência pelo app WU Brasil, você só paga a taxa de 9,90 reais e tem isenção do imposto IOF. Como a taxa é fixa, é conveniente fazer poucos envios por valores mais altos.

O procedimento consiste em enviar dinheiro para você mesmo através da Western Union para obter a melhor cotação de pesos argentinos para reais.

  1. Baixe o app WU Brasil e faça seu cadastro.
  2. Transfira reais da sua conta bancária brasileira para a conta da Western Union, via home banking ou caixa eletrônico. Outra alternativa é depositar reais em uma agência Western Union no Brasil.
  3. Preencha os campos do destinatário com seus próprios dados. 
  4. Receba o dinheiro equivalente em pesos argentinos em qualquer agência Western Union na Argentina.

Alguns dos aplicativos de envio de dinheiro mais conhecidos, como o RemessaOnline, não trabalham com pesos argentinos. 

Outros, como o Transferwise e Moneygram, operam com a moeda argentina mas só oferecem a cotação oficial. Além disso, as taxas são bastante altas hoje em dia, não havendo quase diferença com uma transferência bancária comum.

athena_bitcoin_caixa_eletronico_buenos_aires

melhor cotação do peso argentino

Sim, bitcoins! E você não precisa ser um investidor super arrojado para se beneficiar com esta alternativa. Na verdade, o conceito é utilizar o bitcoin apenas como moeda “ponte”, sem se expor às suas flutuações de preço.

Desde dezembro de 2019, você pode comprar bitcoins com reais na Binance, a maior plataforma de criptomoedas do mundo. E com esses mesmos bitcoins você pode sacar pesos argentinos em Buenos Aires usando caixas eletrônicos especiais!

Se você mora na Argentina, outra alternativa é transferir os bitcoins para plataformas locais como a Ripio e depois vendê-los por pesos argentinos.

Oferece uma das melhores cotações de peso argentino para real.
É uma alternativa segura e legalizada.
Funciona através de uma compra e uma venda de bitcoins processadas no mesmo dia.
Os pesos podem ser sacados em caixas eletrônicos de bitcoins em Buenos Aires, com sem cobrança de taxas ocultas.
Quem mora na Argentina também pode transformar os bitcoins em pesos através de plataformas locais.
  A cotação dos caixas eletrônicos é similar à do câmbio “blue”, mas inferior à da Western Union e à das plataformas de bitcoin locais.
  Atualmente existem pouco mais de 10 caixas bitcoin em Buenos Aires, embora vários deles estejam muito bem localizados.

Cadastre-se no site oficial da Binance e verifique quanto vale 1 real em bitcoins no link “Compre Cripto”.

Depois entre no site da Athena (caixas eletrônicos) ou da Ripio (corretora) e divida o valor de venda do bitcoin pela cotação indicada anteriormente no site da Binance. O resultado será a cotação peso-real obtida via bitcoins, que é similar ao “real blue” do mercado paralelo.

Vale lembrar que as cotações exatas são determinadas no momento de efetivar as respectivas transações.

Para evitar variações bruscas na cotação do bitcoin, o procedimento deve ser feito no mesmo dia e quando você já estiver em Buenos Aires.

  1. Baixe o app da Binance e faça seu cadastro.
  2. Compre bitcoins transferindo reais da sua conta bancária brasileira para a conta da Binance. Os bitcoins já ficarão armazenados na carteira do próprio app.
  3. Venda os bitcoins em Buenos Aires usando qualquer caixa eletrônico da Athena, por exemplo o que fica no Recoleta Urban Mall. Veja aqui como funciona!
  4. Saque o dinheiro em pesos argentinos com uma cotação equivalente à do “real blue”.

Como no caso anterior, o procedimento deve ser feito no mesmo dia mas não é preciso estar fisicamente na Argentina. Vale lembrar que para usar esta opção você precisa ter residente no país.

  1. Baixe o app da Binance e faça seu cadastro.
  2. Compre bitcoins transferindo reais da sua conta bancária brasileira para a conta da Binance. Os bitcoins já ficarão armazenados na carteira do próprio app.
  3. Transfira os bitcoins para uma plataforma argentina como a Ripio.
  4. Venda os bitcoins por pesos argentinos com depósito na sua conta bancária ou no seu saldo do MercadoPago. A cotação final costuma ser melhor que a do “real blue”.

Em parceria com Binance

Experiências mais reservadas em Buenos Aires

Em parceria com Civitatis

Continue explorando a cidade!